273+ Criativa

E-mail marketing: saiba como usar essa poderosa ferramenta.

O e-mail marketing é um dos mais antigos canais para chegar até o público. Em alguns momentos, chegou a ser desacreditado como forma de mídia efetiva, mas, se usado da maneira correta, pode ser uma ferramenta poderosa para o seu objetivo de negócio. 

O e-mail marketing, hoje, deixa de ser apenas um formato de anúncios, geralmente com objetivo de vendas, e passa a ser uma ponte na criação de ofertas e relacionamento com o cliente. 

Tipos de e-mail marketing: 

Não existem limites ou regras para tipos de emails, mas alguns dos formatos mais usados são: 

– E-mail promocional: 
– O nome já diz, não é mesmo? 🙂 
– E-mail de nutrição: 

E-mail que faz parte de um fluxo com objetivo de nutrir uma entrega de conteúdo, entrega programada de materiais. 

Ex.: materiais de um curso de 7 dias e até ofertas menos agressivas. 

– E-mail de serviço (utilidades): 

E-mails enviados no pós-compra (confirmação, entrega, avaliações sobre produto, entrega, vendedor/fornecedor e afins) 

– E-mail NPS: 

Pesquisa de satisfação. Se houver oportunidade de enviar esse tipo de email, ele pode trazer informações valiosas sobre a visão dos clientes sobre sua marca. 

– Remarketing 

E-mail usado para impactar alguém que já acessou em algum momento seu conteúdo, produto ou serviço. Muito usado pelo e-commerce para enviar ofertas e reverter situações de desistências. 

Automação 

Estratégias de automação criam um fluxo de entrega de e-mails, disparados de maneira lógica, criando um caminho até a conclusão de um objetivo.  

Em sequências que buscam engajamento geralmente se dispara e-mails baseados nas aberturas. 

Principais métricas 

Falar de métricas (medir) sempre nos dá uma visão mais clara sobre a o nosso objetivo e seus processos, no e-mail marketing as principais métricas que você deve analisar são: 

1 – Taxa de entrega; 
2 – Bounce Rate; 
3 – Taxa de abertura; 
4 – CTR (Click Through Rate); 
5 – Taxa de conversão; 
6 – Unsubscribes; 
7 – Taxa de crescimento do mailing; 
8 – ROI (Retorno sobre investimento). 

Com essas métricas, podemos mensurar a entrega, saber quantos e-mails chegaram, de fato, aos destinatários (Taxa de entrega), quantos e-mails inválidos constam em nossa base (Bounce) e se esses emails estão sendo abertos (Taxa de abertura). 

Pensando em ações do usuário, sabemos se os e-mails abertos estão recebendo cliques nos links e CTAS internos (CTR) e se esses cliques estão gerando as conversões esperadas (Taxa de conversão). 

Não só podemos medir entrega e ações, mas também conseguimos entender um pouco sobre o comportamento do usuário em relação à nossa marca. Uma das métricas mais importantes nesse caso é o (Unscrible), que nada mais é que as pessoas que não querem mais receber seus e-mails. É realmente algo a se pensar, e tentar entender se essa quebra de comunicação não é um problema na sua estratégia. 

Você está sendo inconveniente? Quantidade excessiva? Conteúdo irrelevante? Reflita. 

Por fim, é possível ver o desempenho da sua campanha, acompanhar o crescimento do mailing e, no âmbito de negócios, medir o tão esperado ROI (retorno sobre seu investimento). 

Com essas métricas, é possível entender a efetividade da sua estratégia de e-mail do começo ao fim, validar suas ideias, corrigir/otimizar sua campanha ou até torná-la um modelo. 

Dicas para construir um e-mail marketing poderoso: 
 
– SÓ ENVIE E-MAIL PARA USUÁRIOS QUE FORNECERAM ESSA INFORMAÇÃO A VOCÊ em algum contato. Não seja invasivo; 

– Use segmentações em suas listas baseadas no seu objetivo. Essa segmentação vai garantir o envio de e-mails mais relevantes para os destinatários; 

– Tenha um planejamento para automação. 

– Uma sequência que faça sentido para seu objetivo ou etapa do processo; 

– Mantenha sua lista limpa! Elimine endereços de email errados ou que que não tenham taxa de abertura. Muitas tentativas de envio sem resposta podem te colocar em uma blacklist; 

– Deixe de maneira clara seu link ou botão de Unscrible (desinscrever) para que o destinatário saiba que poderá cancelar o recebimento de emails a qualquer momento. 

*Dica: Utilize recursos para verificar a qualidade do seu email como o mailtester.com 

Estrutura do email 

Já falamos sobre boas práticas para a construção de um e mail, mas vamos falar agora sobre sua estrutura. 
 
– Crie um bom título. Será a primeira motivação para seu lead abrir seu e-mail. (É uma boa prática que ele seja curto, aproximadamente 60 caracteres); 

– Não utilize exageradamente imagens, além de poluir o e-mail, ainda podem gerar problemas de entrega, indo parar nas caixas de spam; 

– Trabalhe com imagens bem aplicadas, legíveis e que façam sentido com a proposta do seu conteúdo. 

– Tenha uma chamada para ação (CTA); 

– Escreva de maneira simples e objetiva. Hoje, um dos formatos que mais trazem resultado é o texto de formatação simples (como em um bloco de notas) As pessoas, cada vez mais, apreciam humanização nas marcas; 

– Não deixe seu endereço de e-mail (ou “From:”) com noreply. Isso deixa evidente que o contato está sendo feito por uma máquina e podem dar a entender que sua empresa não precisa de um diálogo. Lembre-se: pessoas gostam de conversar com pessoas. 

Principais erros na elaboração e envio 

– – Trabalhar sem planejamento; 

– Usar uma linguagem diferente do estilo da sua marca (perder a identidade); 

– Não manter um padrão; 

– Abusar do Hard Sell, os famosos e mails que forçam compras; 

– Erros de português; 

– Não personalizar! Dados como nomes são obrigatórios e fazem total diferença na hora de trazer uma identificação do destinatário com a sua mensagem. 

O e-mail continua a ser uma forte fonte de aquisição, retenção de leads e contato com o cliente e pode ser usado para diversos objetivos. Ter paciência, uma boa segmentação e manter sempre sua lista limpa e atualizada podem fazer uma grande diferença nos seus resultados. 

Não desacredite do poder dessa ferramenta! 
 
 
Por: Bia Vasco 

Matéria adaptada do portal: https://plugcitarios.com/blog/ 

Para ver a matéria na íntegra, acesse: https://plugcitarios.com/blog/2018/08/08/e-mail-marketing-saiba-como-usar-essa-poderosa-ferramenta/