273+ Criativa

Competências comerciais mais importantes para vender mais

Talita Sigales

Em um cenário de mudanças radicais a todo o momento, como o nosso, as competências comerciais nunca foram tão procuradas – em todos os setores, funções e cargos. Atualmente consideradas essenciais pelos empregadores, as soft skills voltadas às áreas de vendas estão cada vez mais em evidência. Apesar disso, será que as organizações já sabem, exatamente, em quais habilidades focar e como desenvolver os seus vendedores para ajudarem os seus negócios a atingirem o sucesso, mesmo durante uma crise?

Confira aqui, neste artigo, 9 competências comerciais mais importantes para vender mais!

É vital para todos os membros de uma organização, de estagiários a CEOs, desenvolver um forte conjunto de competências para promover a conscientização comercial em cada processo. Devido à concorrência crescente, aos mercados saturados e à pandemia, as soft skills comerciais são, agora, ainda mais valiosas para uma empresa. Elas podem ser desenvolvidas por meio de vários caminhos, desde o aprendizado diário até materiais de treinamento formal. No entanto, é recomendável que qualquer pessoa que pretenda melhorar sua percepção comercial leia as notícias e as páginas de negócios regularmente.

O interesse geral e o conhecimento da economia podem oferecer uma boa base para a compreensão da situação financeira do mundo. Aprender sobre ações, por exemplo, especialmente aquelas de sua empresa e de seus concorrentes, pode oferecer uma visão sobre o negócio e é considerado valioso. Mas isso não é suficiente para que os profissionais das áreas de vendas consigam se destacar e, principalmente, sobreviver em meio à crise trabalhista: é preciso desenvolver as competências comerciais mais buscadas pelas organizações. Descubra, agora, quais são 9 delas!

1. Autoconfiança

A segurança de que se é capaz de realizar um bom trabalho, cumprir com o projeto designado e selecionar a abordagem adequada para o papel e para a organização – a fim de superar problemas. Isto inclui abordar novos e crescentes desafios com uma atitude de confiança dentro de suas próprias capacidades, decisões ou pontos de vista.

2. Capacidade de Negociação

É a habilidade de conseguir concretizar desafios, desenvolver alianças e parcerias de negócios a longo prazo, benéficas para ambas as partes. Tem a ver com identificar os interesses da outra parte, saber comunicá-los oportunamente e identificar áreas comuns para chegar a acordos em que todos saiam ganhando. É sobre ter a capacidade de gerenciar as emoções em favor da negociação.

3. Comunicação

Em tempos de trabalho remoto, é essencial que, mesmo à distância, os profissionais da área comercial consigam “vender seu peixe” até mesmo virtualmente. Na competência comercial da Comunicação, é necessário gerar e transmitir informação assertiva e oportuna, adequando a linguagem verbal e não verbal aos diferentes públicos, para alcançar as metas estabelecidas.

4. Impacto e Influência

Estão relacionadas à intenção de persuadir, convencer ou influenciar os demais, para ter as pessoas ao seu lado ou conseguir que apoiem seus planos. Implica no desejo de produzir um determinado impacto naqueles que podem vir a afetar seus planos e conseguir que façam as coisas da sua maneira.

5. Iniciativa

A disposição para atuar de forma proativa, antecipando algumas ações ou problemas que podem vir a acontecer. Além disso, também é buscar novas oportunidades, como melhores formas de fazer as coisas ou soluções de questões.

6. Orientação para o Cliente

É a capacidade de compreender e administrar as relações com os clientes, promovendo e mantendo uma sólida rede e/ou associações. Significa assegurar que a organização ou o departamento cumpra seus compromissos comerciais mediante o fornecimento de produtos e serviços de alta qualidade.

7. Orientação para o Mercado

Assim como a Orientação para o Cliente, a habilidade de entender a dinâmica do mercado em que se desenvolvem os negócios também é essencial para vender mais. Implica entender as forças competitivas, incluindo as estratégias da concorrência, para alcançar um posicionamento competitivo e oferecer valor agregado ao cliente.

8. Orientação para os Resultados

É a preocupação em estabelecer, aceitar e alcançar metas desafiadoras. Por isso, envolve tentar melhorar ou até mesmo superar seu próprio desempenho, o resultado dos outros ou alcançar algo que ninguém antes tenha conseguido – sem desistir diante das dificuldades.

9. Perseverança

Em tempos de coronavírus, a perseverança passou a ter outro significado. Para a área comercial, essa competência é um must-have. Afinal, saber persistir mesmo em meio a um ano completamente atípico é uma habilidade e tanto. Por conceito, é a constância e tenacidade sustentada ao longo do tempo para a execução de ações que levam a um objetivo claro. O profissional perseverante demonstra uma constância de propósito que permite finalizar efetivamente aquilo que a se comprometeu, assim como termina com grande sucesso os projetos ou tarefas que assume.

Matéria adaptada do portal: http://blog.grougp.com.br/
Para ler na íntegra acesse: http://blog.grougp.com.br/blog/9-competencias-comerciais-mais-importantes-para-a-area-de-vendas