273+ Criativa

Microsoft ultrapassa Amazon no ranking das marcas mais valiosas do mundo

Por: Amanda Schnaider

Com um valor de US$ 278,2 bilhões, a Microsoft ultrapassou a Amazon (US$ 274,8 bilhões) no ranking das marcas mais valiosas do mundo, da Interbrand, ficando em segundo lugar, atrás apenas da Apple, que manteve o primeiro lugar pelo 10º ano consecutivo.

Divulgado nesta quinta-feira, 3, no Web Summit 2022, o Best Global Brands também revelou que o valor de marca da Apple cresceu 18% desde a última edição, totalizando US$ 482,2 bilhões e que o Google continuou no quarto lugar, com US$ 251,7 bilhões.Apple é a marca mais valiosa do mundo pelo 10º ano consecutivo

Apple é a marca mais valiosa do mundo pelo 10º ano consecutivo (crédito: Sergii Figurnyi/Shutterstock)

Juntamente com a Microsoft, a Tesla e a Chanel apresentaram o maior crescimento percentual ano a ano; todas aumentaram o seu valor de marca em 32%. Vale destacar que, apesar do crescimento, a Tesla, de Elon Musk, não replicou a alta de 184% no valor de marca que observou em 2021.

O top cinco do ranking continua dominado pelas gigantes de tecnologia, com a Samsung fechando o time, com US$ 87,6 bilhões. Já o top 10, cujos valores representam 53% de toda a tabela, se completa com Toyota na sexta posição (US$ 59,7 bilhões), Coca-Cola, na sétima (US$ 57,5 bilhões), Mercedes-Benz, na oitava (US$ 56,1 bilhões), Disney, na nona, (US$ 50,3 bilhões) e Nike, na décima, (US$ 50,2 bilhões) pela primeira vez, superando o McDonald’s, que ficou na 11ª posição.

O Top 100

Quando expandimos o olhar para o Top 100, Airbnb, Red Bull e Xiaomi, são os novos participantes do ranking de 2022, com a saída de Uber, Zoom e a fabricante de máquinas agrícolas, John Deere. Também vale ressaltar que o Instagram, que aparece na 16ª posição, ultrapassou o Facebook, que está na 17ª, como a marca mais valiosa da Meta.

Outro destaque do ranking deste ano é que o seu valor geral cresceu 16% em comparação com 2021, chegando a US$ 3 trilhões, maior taxa de crescimento até hoje. De acordo com a Interbrand, essa alta demonstra a crescente contribuição que a marca de uma empresa tem para impulsionar seu sucesso econômico. Apesar das oscilações financeiras dos últimos anos, o valor das marcas mais fortes em todo o mundo aumentou, refletindo a escolha e a fidelidade dos clientes.

Beto Almeida, CEO da Interbrand, pontua que o grupo das 10 marcas mais valiosas do mundo, juntas somam quase US$1,7 trilhão em valor de marca e que as outras 90 atingem, somadas, US$ 1,4 trilhão, ou seja, as dez primeiras valem mais do que as outras 90 juntas. “Mas, o que explica tanto sucesso? Obviamente, não se trata de um único ponto, mas fica claro que as marcas dessa liga fazem mais do que oferecer produtos, serviços e experiências excepcionais”, ressalta.

O CEO enfatiza que essas marcas tomam partido nos debates mais críticos dos tempos atuais, desde a promessa da Apple por privacidade até as posições da Nike sobre inclusão, além da proteção aberta de muitas empresas com relações aos direitos de seus funcionários: “Essas empresas estão construindo seus negócios em torno de sua marca, em contraste com a abordagem tradicional de construir marca em torno de um produto, e isso é o que as diferencia do resto da lista”.

O ranking ainda revela que os aumentos mais rápidos em 2022, em termos de variação percentual do valor da marca, ano a ano, superaram significativamente as marcas em queda rápida em três fatores de força da marca: direção, que diz respeito a marcas que definem uma direção clara; agilidade, após definirem a direção, se movem rapidamente para trazer novos produtos e serviços para o mercado; e a participação, ou seja, que por último, trazem as pessoas para participarem dessa jornada.

Matéria adaptada do portal: https://www.meioemensagem.com.br/
Para ler na íntegra acesse: https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2022/11/03/microsoft-ultrapassa-amazon-marcas-mais-valiosas.html#:~:text=Com%20um%20valor%20de%20US,lugar%20pelo%2010%C2%BA%20ano%20consecutivo.