273+ Criativa

Quando é o momento de se fazer um rebranding?


Sabe quando resolvemos dar uma repaginada no visual? O rebranding funciona mais ou menos assim, só que ao invés de mudar o cabelo ou estilo de roupa, a mudança acontece na identidade visual da marca.

O objetivo principal do rebranding é mudar a percepção do público com a marca. Isso pode incluir modificações no nome, logotipo, identidade visual e em diversos outros elementos.

E muito se engana quem associa o rebranding apenas ao objetivo de “dar uma cara nova” para as marcas. Na verdade, esse processo surge com o objetivo de consolidar e fortalecer a imagem de uma empresa no mercado.

Para entender melhor como aplicá-lo e seus diferenciais, continue acompanhando o conteúdo.

O que é rebranding?

A gestão de marca é um trabalho que necessita ser feito com máxima eficiência, afinal, é por meio dele que poderemos definir quais são os valores, missões e outras características de uma empresa.

Por isso, não é incomum com o passar do tempo, haver a necessidade de reformular a imagem de uma marca. Essa mutação é chamada de rebranding — ações estratégicas para posicionar a marca no mercado. 

Assim, a percepção do consumidor em relação à marca tende a mudar, já que o posicionamento da empresa passa a ser outro.

Quais são os três tipos de rebranding?

O rebranding não tem um único padrão a ser seguido. A mudança ocorre de acordo com a necessidade apontada a partir de um profundo estudo da marca e, consequentemente, do posicionamento dela no mercado.

Às vezes esse processo de mudança surge da necessidade de reinventar a marca com o passar dos anos, em outras, ocorre quando a empresa cria novos produtos ou se alia a submarcas.

Por isso, é importante ter uma equipe eficiente ao seu lado, identificando quando é hora de mudar, o porquê da mudança e o que deve ser mudado. A seguir, destacamos os três principais tipos de rebranding, acompanhe:

Rebranding parcial

Como o nome já supõe, ele acontece quando a marca modifica apenas alguns elementos da identidade visual, sem alterar o todo.

Rebranding evolutivo

Se caracteriza como um processo de evolução da identidade, com apenas pequenas mudanças/atualizações feitas ao longo do tempo.

Rebranding radical ou revolucionário

Já esse tipo de rebranding é completo: inclui mudanças no logotipo, nome e a inclusão de outros elementos que sejam totalmente novos.

Quando realizar um rebranding?

Mais uma vez, é importante ressaltar que o processo de mudança de identidade visual e posicionamento da marca deve ser remodelado a partir de um estudo aprofundado por parte da equipe de gestão de marca.

É essencial que os dados e informações coletados indiquem de maneira clara como o rebranding será capaz de impactar positivamente a empresa.

Apesar de possuir diversos benefícios, o rebranding precisa ser feito de acordo com a necessidade da empresa. 

Mudar a identidade visual com frequência, ou sem um estudo que indique o quê mudar, não trará nenhuma aproximação do público com a marca.

No entanto, existem algumas situações que podem te nortear no momento de decidir se o rebranding é ou não necessário. Confira:

Quando o posicionamento atual não condiz com a imagem da empresa

Se as ações do passado da empresa não condizem mais com a imagem dela, é hora de mudar. Afinal, é importante que haja alinhamento entre marca e posicionamento.

Quando existe risco de falência

Não se adaptar às mudanças de mercado pode ser, sim, um risco para seu negócio. 

Por isso, busque acompanhar a evolução — principalmente tecnológica — e busque aplicar uma nova identidade visual que converse com seu público-alvo.

Quando há crise de imagem

Quando existe uma crise de imagem, o rebranding pode se tornar um forte aliado contra ela.

Quando existe o desejo de mudar o público-alvo ou nicho

Se seu mercado ou público-alvo mudou, é hora de mudar também a sua identidade visual para garantir que suas ações, sejam elas on ou off , conversem com suas novas personas.

Como implementar o rebranding?

Após diagnosticar que o processo de rebranding é necessário, é hora de seguir alguns passos para que ele seja feito de maneira eficiente, confira alguns deles:

Faça um diagnóstico do problema

Nesta primeira etapa, busque identificar quais fatores estão influenciando o rebranding e faça pesquisas internas e externas para compreender em qual contexto a empresa se encontra.

Afinal, o processo de coleta de informações e análise traz importantes insights que, com certeza, ajudarão a compreender melhor as motivações do rebranding.

Entenda o que precisa ser mudado

A mudança precisa ser feita na tipografia, cores ou no logo? Nesta etapa, você conseguirá identificar quais elementos serão renovados e quais são os objetivos dessa ação.

Por isso, busque equilíbrio entre a nova identidade e o posicionamento da marca. 

Leve em consideração também fatores como as personas, quais estratégias Inbound Marketing serão utilizadas e como isso será aplicado ao branded content.

Aplique a estratégia

Identificou quais elementos precisam de um rebranding? Agora é o momento de colocar a estratégia em prática, sempre focando em deixar claro o que motivou essa transformação.

Para isso, utilize as redes sociais, e-mail marketing e outros importantes canais de comunicação para contar ao seu público sobre as mudanças.

É de extrema importância que seus consumidores compreendam a motivação desta mudança e se identifiquem com ela.

Mensure os dados

Por último, mas não menos importante, busque mensurar seus resultados. Confira se os consumidores mudaram a percepção sobre a sua marca, quais foram os impactos da mudança e se algo precisa ser otimizado.

O rebranding é um processo contínuo

O rebranding não acaba assim que sua identidade visual passa por mudança; ele é um processo contínuo que deve acompanhar as transformações do mercado.

Por isso, fique atento às novas tendências e ao comportamento do consumidor — que, por sinal, está em constante mutação.

Não se esqueça que o rebranding é uma importante maneira de estabelecer uma forte conexão com seu público e, com isso, melhorar os resultados do seu negócio.

Para conferir outros materiais interessantes sobre o tema, acesse o botão abaixo.

Matéria adaptada do portal: https://funilemy.com.br/
Para ler na íntegra acesse: https://funilemy.com.br/blog/sera-que-chegou-a-hora-de-fazer-um-rebranding/